Jornada de 7 de Novembro

A jornada de 7 de Novembro contou com a participação de dois jovens estreantes nestes trabalhos, vindos da cidade de Aveiro. Os planos para este dia começavam com um período de trabalho naquela área onde a densa cobertura de acácias foi “tratada” com uma grade de discos. O tempo estava variável, mas, cá em baixo, até parecia estar a ajudar. Por isso, o pequeno grupo subiu o monte confiante. Só que, lá em cima, vencido um desnível de 300 metros, as coisas eram bem diferentes: um forte vento frio varria a encosta com uns salpicos de chuva de vez em quando. No entanto, não era caso para desistir logo. Durante uma hora e meia cortaram-se e arrancaram-se plantas de Acacia longifolia numa área já iniciada num fim de semana anterior. Só que, à medida que a manhã decorria, parecia que o vento soprava cada vez com mais força e os salpicos de chuva, embora escassos, chegavam aos ossos. Deste modo, aí pelas 11:30h decidiu-se procurar paragens menos agrestes e abandonar aquele local. Uma foto final ilustra o panorama nessa altura.

Perspectiva ventosa de uma área da responsabilidade da Silvicaima

Perspectiva ventosa de uma área da responsabilidade da Silvicaima

Esta foto mostra a área acima do caminho florestal, cuja recuperação ficou a cargo da Silvicaima (área A na carta da área de intervenção – ver https://ecosanto.wordpress.com/o-cabeco-santo-em-perspectiva/carta-da-area-de-intervencao/). À responsabilidade da Quercus ficou a área abaixo do caminho, onde trabalhámos. Seria preferível que todas estas acácias fossem arrancadas ou cortadas manualmente, para evitar o uso de herbicida. No entanto, com custos elevados de mão de obra. Houvesse uma grande massa voluntária, a Silvicaima certamente aceitaria de bom grado o seu contributo, e os objectivos poderiam ser atingidos de forma mais suave. Não havendo, tentaremos fazê-lo apenas na parte da responsabilidade da Quercus, e mesmo assim, ainda necessitaremos de alguns fins de semana com pelo menos dois ou três voluntários.

Deste modo, descemos até uma cota mais baixa do monte, de facto a mais baixa cota onde ainda se encontra uma mancha significativa de Acacia longifolia, junto ao vale nº 5. Aqui até parecia que tinhamos andado dezenas de quilómetros desde o ponto inicial, pois que o vento era muito mais fraco e a temperatura mais elevada. Por isso aí se trabalhou confortavelmente até à hora do almoço.

Mancha de Acacia longifolia junto ao vale nº 5

Mancha de Acacia longifolia junto ao vale nº 5

Para o almoço subiu-se de novo até à Casa de Santa Margarida, embora agora esta já não se revele tão acolhedora como no Verão, quando a frescura do interior sabia bem. Agora, com o frio, só nos podemos alegrar por ter abrigo, mesas e bancos!

Depois do almoço voltámos à área mais abrigada, desta vez para semear bolotas de sobreiro como primeira prioridade e também, como segunda, continuar o corte das acácias, estas, de maior dimensão do que na primeira área e algumas requerendo mesmo o uso de uma pequena motoserra.

Pelas 16 horas um forte e repentino aguaceiro abateu-se sobre os voluntários, que, não estando à espera, e, sobretudo um deles, não se encontrando perto da carrinha de apoio, se molhou o suficiente para não ser viável continuar o dia. A “foto de família” tirou-se já junto ao Parque do Moinho de Vento em Belazaima, passado o aguaceiro.

A equipa depois de um dia atribulado

A equipa depois de um dia atribulado

Um obrigado aos voluntários, pela sua tenacidade e resistência.

As actividades voluntárias voltam apenas no dia 21 de Novembro.

Paulo Domingues

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: