Última Jornada

No maior Sábado do ano um pequeno mas animado grupo de voluntários participou nesta jornada que tinha como principal objectivo “visitar” e tratar das árvores plantadas ao longo do vale nº 3 nas primeiras jornadas do último Inverno. Um vento muito fresco abraçou o vale ao longo de todo o dia, o que tornou esta jornada num agradável exercício de dedicação à Terra. Apesar da Primavera algo atípica que agora termina, as flores ainda eram abundantes, o que ajudou a colorir esta jornada.

À chegada ao terreno havia contudo uma surpresa algo desagradável: o número inesperadamente elevado de plantas de acácia-de-espigas que se destacava entre as plantas de vegetação nativa espontânea, aqui dominada pelas cistáceas e pelos fetos . Recorde-se que as acácias foram aqui massivamente arrancadas nas últimas jornadas de 2010, envolvendo muitos voluntários. Claro, agora eram muito menos do que nessa altura, ainda assim, motivo de preocupação. Deste modo, para além de procurar e cuidar das árvores plantadas, os voluntários ocuparam a maior parte do tempo a arrancar essas plantas, pois que, com o tamanho que tinham, ainda se arrancavam com facilidade.

Embora não dominante a acácia-de-espigas já era muito abundante

Quanto às árvores plantadas, a sua grande maioria apresentava excelente aspecto, embora o principal desafio (o Verão) ainda esteja para vir.  Em geral a sua vizinhança foi melhorada com um “mulching” de acácias ou de fetos.

A equipa parou por pouco tempo para o almoço, pois a frescura do dia e o apelo das acácias não deixaram os voluntários descansar. Ao longo do dia o vale foi sendo descido e, quando as acácias se tornaram mais raras, foram os fetos e por vezes o silvado que se tornaram mais densos, obrigando a uma procura cuidada das árvores plantadas, às vezes já completamente cobertas pela vegetação oportunista.

O trabalho continuou ao longo de todo o dia com tal empenhamento e absorção que quando alguém se lembrou de olhar para o relógio, ficou alarmado: eram quase 19 horas!! E o problema era que um dos voluntários deveria estar em Aveiro por volta das 19:45h… Nem houve tempo de montar o tripé para tirar a “foto de família”: a equipa “voou” até Belazaima, reuniu o que era preciso levar, e tudo parecia ainda poder ser resolvido a tempo quando… uma chave deixada no sítio errado no momento errado tudo comprometeu! Resultado: todos os voluntários atrasados, uma viagem de comboio perdida, um serão longo e uma esposa sozinha por (mais) uma noite foram algumas consequências a marcar esta longa e intensa jornada voluntária no Cabeço Santo! Ah, e já agora um justo agradecimento à Angélica e ao Fausto, que gentilmente ajudaram a resolver este incidente. Mas claro, as jornadas continuam: em breve aí estarão as de Verão, entre Julho e Setembro, durante as quais o Projecto celebrará o seu quinto aniversário.

Equipa incompleta, por falta de tempo para montar o tripé

Mais imagens em:

http://www.flickr.com//photos/cabeco_santo/sets/72157627014070888/show/

Seleccionando a opção “Mostrar informações”, podem ser visualizadas informações adicionais sobre as imagens.
P. D.

Anúncios

1 Response so far »

  1. 1

    Pois o Pinto Monteiro ligou-me a dizer que queria ir mas queria saber como era o transporte desde Aveiro, eu disse-lhe que ia falar com a Teresa, e isso ainda fiz, mas ela tinha o dia aberto na fábrica, e depois já não liguei ao Pinto Monteiro, só me lembrei no Sábado… e agora vejo que ele não foi…. hummmmmmmmmm, vou-lhe ligar para pedir desculpa!
    Gostei da reportagem fotográfica!!!!


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: