2ª Jornada Voluntária de Inverno

Foi com uma expressiva participação de 10 voluntários, alguns deles estreantes e vindos de longe, que decorreu mais uma jornada voluntária de Inverno dedicada exclusivamente à plantação de árvores.

A primeira área trabalhada situa-se muito perto da aldeia do Feridouro, a poente das suas principais terras agrícolas, e era uma encosta plantada com eucaliptos, sujeita há 10 anos a uma operação de mobilização do solo com formação de socalcos. Esses eucaliptos tinham sido cortados em 2015, abrindo-se então a possibilidade de reconversão. Esta área integra-se no “corredor ecológico” ribeirinho que aqui se procura criar, entre a mata do Cabeço Santo e a represa de Belazaima, tendo como limite sul o próprio ribeiro. Nas margens deste ainda abundam as mimosas, cujo corte foi iniciado em 2015 um pouco a jusante, mas que ainda está longe de estar concluído. Na margem sul existiam dois socalcos bem diferentes dos agora presentes na margem norte, pois que eram antigos socalcos agrícolas. Estes, também incluídos no corredor ecológico, já têm alguns carvalhos grandes, mas só depois da retirada das mimosas serão alvo de plantação.

DSC_0022

Nas margens do ribeiro as mimosas ainda “rivalizam” com os carvalhos

DSC_0024

O ribeiro invadido por mimosas. Em segundo plano, o eucaliptal , este um invasor tolerado

Esta área de plantação já tinha sido semeada com bolas e bolachas de sementes, mas quanto às bolas de bolotas já sabemos: poucas, se algumas, terão restado da predação e da remoção da capa de argila causada pela chuva. Quanto às bolachas, também é certo que se desfizeram com a chuva, mas permanece em aberto a possibilidade de as sementes não se terem perdido. Tudo indica portanto que a técnica, a ser aplicável nas nossas condições, ainda terá muito caminho de apuramento pela frente, caminho que não deixará de se ir fazendo, em pequena escala.

A equipa trabalhou então por aqui toda a manhã, plantando carvalhos, medronheiros e lódãos. Ao contrário do que é habitual, em que as árvores se espalham de forma aleatória pelo espaço, aqui tínhamos que seguir as linhas dos socalcos, pois que a operação de mobilização do solo, muito disruptiva sobre a sua estrutura, deixa a maior parte do solo sobre a borda exterior do socalco. Mesmo assim, era necessário procurar cuidadosamente os melhores locais, pois que as pedras à superfície eram abundantes.

DSC_0002

Equipa em acção – 1

DSC_0012

Equipa em acção – 2

DSC_0013

Equipa em acção – 3

DSC_0005

Equipa em acção – 4

DSC_0008

Equipa em acção – 5

DSC_0019

O resultado – 1

DSC_0025

O resultado – 2

O almoço ainda se fez por aqui, com uma contribuição especial de um pão muito fresco cozido em forno de lenha por dois jovens de Belazaima (e que foi bastante apreciado), e foi já durante a tarde que a equipa se deslocou até à actual extremidade da área de intervenção, já nas margens da represa de Belazaima, para continuar a plantar. Aqui temos de novo o corredor ecológico ribeirinho com duas parcelas de passado muito diferente: a primeira, que nunca tinha sido mobilizada, mas que estava muito invadida de mimosas; a segunda, mobilizada há 10 anos para uma nova plantação de eucalipto, mas que estava também muito invadida. Apesar de tudo, numa como noutra era possível encontrar aqui e ali um medronheiro, uma murta ou mesmo um pequeno carvalho, que conseguiram sobreviver a tão conturbado passado. Claro, também aqui era necessário procurar laboriosamente os melhores locais de plantação dado o carácter rochoso e por vezes mesmo escarpado, do terreno.

DSC_0034

À tarde, já junto à represa de Belazaima

DSC_0041

“Frente” de trabalho

E assim se passou a tarde, que só se deu por terminada quando começaram a faltar os materiais e até mesmo algumas árvores. Ter-se-ão plantado para cima de 200 árvores, um feito assinalável tendo em conta que as covas tiveram que ser abertas à mão, por mãos voluntárias e por certo pouco habituadas a estes esforços.

DSC_0029

Equipa quase completa, captada a meio do dia

Um grande obrigado a todos os voluntários! E os trabalhos continuam já dentro de duas semanas, que o Inverno é curto e ainda há muito para plantar! Até lá!

Anúncios

1 Response so far »


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: