Archive for Janeiro, 2017

A primeira jornada do ano

A primeira jornada de 2017 realmente realizada aconteceu no dia 21 de Janeiro com a presença de 16 voluntários sem medo dos dias frios que têm vindo. Frios, mas secos, o que, se para as árvores a plantar não é o ideal, para quem se movimenta no terreno é. Assim, pouco depois das 9 horas a equipa deslocava-se já para o local elegido, o Vale de Barrocas, sendo que a maior parte dos voluntários seguiu pelo Feridouro enquanto a carrinha de serviço ia pelo antigo caminho para Belazaima-a-Velha com as plantas e todo o equipamento necessário.

Começou-se, como sempre, com uma pequena formação, pois que é essencial plantar bem as árvores. Depois de termos plantado da última vez acima do caminho, agora avançou-se para baixo, em direcção ao ribeiro. Mas o avanço não se revelou fácil: terreno declivoso, com muito matagal e ramada de eucalipto acima da superfície e pedras e raízes abaixo. Verificou-se assim que esta área era muito mais difícil de trabalhar do que a anterior, também por corresponder ao perfil côncavo da encosta entre os vales adjacentes, já que a coisa melhorou à medida que nos aproximávamos dos vales.

dsc_0602

Para iniciar, as necessárias explicações

dsc_0612

Lá em baixo o vale de Barrocas, ainda com eucaliptos na outra margem

dsc_0617

Voluntários em acção

Como eram muitos voluntários, alguns dedicaram-se a cortar rebentos de eucalipto, outra das tarefas aqui requeridas. Recorde-se que optámos por não usar herbicida neste local fértil em nascentes de água, e também não foi possível destroçar as toiças de eucalipto por meios mecânicos devido ao declive do terreno.

dsc_0622

Alguns voluntários dedicaram-se ao corte de rebentação de eucalipto

dsc_0625

A preparação da cova para a plantação faz-se com todo o cuidado

dsc_0626

O declive elevado, o matagal e a ramada de eucalipto no solo não desanimou os voluntários

O trabalho duro rapidamente aqueceu os corpos e as roupas começaram a acumular-se junto à carrinha quase parecendo que o Verão tinha chegado de repente!

Pelo meio dia havia uma boa notícia já antecipada: para hoje tínhamos comida quente especialmente confeccionada por uma voluntária de cozinha. Foi um prato vegetariano muito apreciado até pelos mais aguerridos carnívoros!

À tarde continuou-se a trabalhar abaixo do antigo caminho principal, e sem dúvida que a abertura de covas em torno dos dois ramos do vale principal, o vale de Barrocas, revelou um solo mais substancial e com menos pedras do que anteriormente.

dsc_0629

Com este declive, era fácil rebolar pela encosta abaixo, e chegou a haver quem o tenha ensaiado!

dsc_0630

Não, não vinha da famosa Universidad de Salamanca, mas vinha de outra quase tão famosa e era uma das três caras novas nestas jornadas

As árvores e arbustos plantados foram: carvalhos, uns poucos castanheiros, azereiros, folhados e medronheiros, estes poucos por estarmos numa encosta voltada a nordeste, menos propícia para esta espécie. Não se fez uma contagem “oficial”, mas um voluntário contou 220 árvores plantadas, o que se conseguiu ainda bem antes do pôr-do-sol.

dsc_0631

Já no final do dia, os voluntários regressaram a pé até ao outro lado do ribeiro, onde estavam os meios de transporte

dsc_0636

Vista sobre o ribeiro, o Chão do Linho, a nova plantação da Altri Florestal (à direita) e a área plantada em 2016 pelos voluntários do projecto, à esquerda

dsc_0637

Vista do Vale de Barrocas, com a área plantada hoje, à esquerda, a área plantada na última jornada, em segundo plano, à direita e duas manchas de eucalipto que deverão ser cortadas ainda em 2017

Mas foi já na base de operações em Belazaima que se tirou a foto de despedida, já com um voluntário em falta, e tendo como companhia as árvores que ainda temos para plantar este Inverno. Isto, claro, para lembrar que as jornadas de plantação continuam em força já no primeiro Sábado de Fevereiro.

dsc_0638

A foto final, já na base de operações

Um obrigado a todos os voluntários, incluindo a voluntária cozinheira! Mais fotos na página do Facebook.

Paulo Domingues

Anúncios

Comments (1) »

Novo Ano, novas jornadas

O Cabeço Santo já acordou para o novo ano, mas a primeira jornada de 2017 não se chegou a realizar, por o número de voluntários ser insuficiente. Talvez o ambiente festivo ainda não convidasse muito à acção, talvez os dias frios apelem mais ao recato do lar…

dsc_0573

Os dias têm acordado com geada, que desaparece aos primeiros raios de sol

dsc_0581

Os carvalhos vão gradualmente perdendo as suas folhas, ao longo do Inverno

Mas a verdade é que é mesmo no Inverno que se plantam árvores, pelo que se renova o chamamento para a segunda jornada voluntária a realizar no dia 21 de Janeiro. À espera dos voluntários que não tenham medo da onda de frio que se avizinha estará uma grande colecção de árvores e arbustos que temos de plantar até Março.

Até Sábado, no Cabeço Santo!

Comments (1) »