Primeira jornada de Primavera

As jornadas de Primavera tiveram um “arranque” difícil. Depois de um cancelamento provocado pela chuva, tivemos um dia quente (sim, foi já a 8 de Abril!), a lembrar mais o Verão do que a Primavera ainda agora chegada, com um vento do quadrante leste que quase sempre traz temperaturas elevadas e baixa humidade.

O objectivo para este dia era dar continuidade à última jornada especial de Inverno, participada pelos pequenos escuteiros: colher mais estacas e depois colocá-las, sinalizando as árvores plantadas no Inverno. Como na jornada anterior, as estacas foram colhidas de rebentos de eucalipto junto à represa da Benfeita, onde também se encontra uma faixa com rebentação de carvalho a recuperar para fins de conservação. A manhã foi um pouco acidentada, mas pelo seu final o atrelado do pequeno tractor de transporte encontrava-se bem preenchido de estacas já cortadas com uma medida adequada, e afiadas.

DSC_1121

Preparação das estacas

DSC_1123

À esquerda, a faixa com rebentação de carvalho que está também em recuperação

IMG_3109

O trabalho decorreu com animação e o atrelado do tractor foi-se enchendo de estacas

DSC_1126

Uma urze branca em flor destacava-se contra a superfície escura das águas da represa

O almoço fez-se já junto à área do Vale de Barrocas, onde iríamos colocar as estacas, quando a temperatura já estava elevada, pelo que uma pequena sesta foi essencial para recuperar energias. O problema era encontrar uma boa sombra…

DSC_1136

O almoço, à débil sombra das copas dos eucaliptos…

À tarde iniciou-se o trabalho de transportar as estacas, primeiro encosta abaixo (mais fácil) e depois encosta acima (bem mais penoso), e colocá-las junto a cada árvore plantada. “Descobriu-se” que teria sido muito vantajoso preparar as estacas com alguns meses de antecedência para que pudessem secar e ficar mais leves. Mas agora era tarde de mais… O problema era que, mais do que pela temperatura elevada, a baixa humidade secava rapidamente a boca e parecia que nem a água nem as saborosas laranjas do Feridouro eram capazes de saciar duradouramente a sede. Uma hora de trabalho realizada e um novo período de repouso regenerador revelou-se essencial…

DSC_1137

Estacas colocadas, no terreno de Vale de Barrocas

Mas ainda havia muitas estacas e era necessário continuar. E continuou-se, até praticamente todas as estacas estarem colocadas, já o sol se escondia atrás do Cabeço do Meio e as forças pareciam esgotar-se mais depressa do que na aparentemente mais exigente plantação das próprias árvores.

DSC_1140

A equipa no final de jornada

Tinha sido uma jornada invulgar e inesperadamente exigente. Mas por outro lado foi animador visitar cada árvore plantada e, com pouquíssimas excepções, constatar o seu bom estado. Obrigado a todos os voluntários, e à Maria João também pelas fotos, que entretanto já estão, com mais variantes, no Facebook!

Paulo Domingues

Anúncios

1 Response so far »


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: